VINTZ SANTA CRUZ/RN

MARMORARIA GRANFORTH

agro

CASA DOS CICLISTAS

CURTA NO FACEBOOK!




SANTA CRUZ CLÍNICA VETERINARIA

SANTA CRUZ CLÍNICA VETERINARIA

sexta-feira, 19 de junho de 2020

Brasil está “a caminho da estabilização” de casos de Covid-19, aponta Ministério da Saúde




O Ministério da Saúde apontou hoje que o Brasil está “a caminho da estabilização” de casos e óbitos provocados pelo coronavírus. Em entrevista coletiva no Planalto, o secretário de Vigilância da Pasta, Arnaldo Correia, exibiu números das semanas epidemiológicas recentes que mostram o país perto do “platô” na curva de contaminações. No entanto, o secretário afirmou que é necessário aguardar ao menos duas semanas para confirmar a tendência.
Segundo os dados divulgados pela Saúde, a última semana epidemiológica mostrou 177.668 novos casos de covid-19 no país. Na semana anterior, tinham sido 174.406, com um aumento proporcional (2%) bem menor do que o ritmo de crescimento verificado até o mês de maio, quando chegou a ser registrada uma alta de 48% em um período de sete dias.
“Quando você olha a inclinação da curva epidemiológica de novos casos de covid-19 por semana no Brasil, dá a entender que nós estamos entrando em um platô. Que a inclinação da curva se encaminha para a estabilidade. É claro que essa tendência de uma estabilidade de novos casos a gente verificou da semana passada para a atual, que nós precisamos confirmar se essa tendência permanece com o passar dos próximos 15 dias, mas a gente já consegue perceber que talvez estejamos entrando num platô de novos casos”, explicou o secretário.
termos de óbitos, o Brasil registrou 6.790 novas mortes na última semana medida pela Pasta. Foi verificada uma diminuição em relação ao período anterior, quando foram 7.096, de acordo com o ministério. “Quando a gente olha a evolução dos números de óbitos novos por semana epidemiológicas, a gente consegue ver claramente nas duas, três últimas semanas há uma tendência de estabilização, e da última semana para cá uma diminuição dos novos óbitos por covid-19”, disse Correia.






Nenhum comentário: