agro

MARMORARIA GRANFORTH

VINTZ SANTA CRUZ/RN

CASA DOS CICLISTAS

CURTA NO FACEBOOK!




SANTA CRUZ CLÍNICA VETERINARIA

SANTA CRUZ CLÍNICA VETERINARIA

sábado, 6 de junho de 2020

Covid 19 Santa Cruz/RN


O setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Santa Cruz confirma mais sete casos de Covid-19 no município, que encontram-se em isolamento domiciliar e acompanhados por equipe da Estratégia de Saúde da Família do município. Além dos casos confirmados, nas últimas 24 horas mais casos foram registrados como suspeitos e descartados. A partir de hoje (05), uma nova classificação foi inserida no boletim, de "Casos Inconclusivos", seguindo Nota Técnica da Secretaria Estadual de Saúde Pública (SESAP). #PrefeituraDeSantaCruz #CombateAoCoronavírus #SaúdeComoPrioridade #BoletimSantaCruz #FiqueEmCasa #SomosUmPovoDeFé #SantaCruz #TrabalhoParaTodos





Além de testar, Brasil pode ser um dos países a fabricar vacina contra o coronavírus

Foto: AFP

Além de colaborar com 2 mil voluntários em testes para a vacina contra o coronavírus, o Brasil também pode ser um dos países a participar da fabricação e distribuição de doses do imunizante.

A biofarmacêutica britânica AstraZeneca anunciou acordos internacionais no valor de 750 milhões de dólares com a Coalizão de Inovação em Preparação para Epidemias (Cepi, sigla em inglês) e com a Gavi, Aliança Global para Vacinas e Imunização, grupo no qual o Brasil faz parte desde setembro de 2018. A aliança com a Gavi facilita a possibilidade de laboratórios brasileiros, como Fiocruz e Instituto Butantan, fornecerem vacinas para a instituição.

O acordo irá apoiar a fabricação e a distribuição de 300 milhões de doses da vacina até o fim do ano. Há ainda um terceiro acordo, com o Instituto Serum, da Índia, que visa a fornecer 1 bilhão de doses para países de baixa e média renda.

Além da parceria com a Gavi, segundo o presidente da AstraZeneca no Brasil, Fraser Hall, há discussões com governos, inclusive o do Brasil, sobre quantas vacinas contra o coronavírus o Brasil precisaria comprar.

– Estamos trabalhando em três áreas chaves no Brasil. A primeira é sobre o ensaio clínico da vacina, a segunda sobre quantas vacinas o Brasil gostaria de obter e, na terceira, discute-se quais seriam os métodos de fornecimento da vacina que a empresa usaria para atender aos requisitos do governo brasileiro.

Ao fazer parte da Gavi, o Brasil doa anualmente para a entidade internacional 1 milhão de dólares para apoiar o acesso a vacinas em países mais pobres. Segundo o Ministério da Saúde, o apoio à Gavi também é importante para garantir estoques emergenciais de vacinas para doenças estratégicas.

De acordo com Sue Ann Clemens, diretora da Iniciativa Global de Saúde da Universidade de Siena e coordenadora dos centros de testagem da vacina no Brasil, já houve uma reunião, na qual ela estava presente, entre Ministério da Saúde, AstraZeneca e a Fiocruz no sentido de ampliar a produção da vacina.


– Tem essa conversa, não só com o nosso país, mas com vários outros. Isso é normal. Estão procurando países que tenham produção própria, como o Brasil. Eles (a AstraZeneca) devem investir em algum lugar, mas onde ainda não sabemos.

Na prática, explica a especialista, a produção própria da vacina diminui principalmente os custos.

– O que muda é o preço final, porque compra-se a vacina pronta a um certo preço. Se você transfere a matéria prima e a tecnologia para o Brasil, o custo cai bastante. – Com certeza deve ter uma fila de países que já pagaram pela vacina. Se o país paga, ele entra na fila de quem recebe primeiro. O Brasil já foi abordado, questionado sobre o número de doses – completa.

Os resultados sobre a eficácia da vacina contra o coronavírus devem sair em setembro, segundo a AstraZeneca. A Universidade de Oxford, cujo projeto é financiado pelo governo britânico, se associou ao grupo farmacêutico para fabricar e distribuir em todo o mundo a vacina que está desenvolvendo.

O Globo




http://www.lentedotrairi.com.br/Imagem: reprodução

O Ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira (5) seu mais recente balanço de casos confirmados e mortes por complicações da Covid-19. Os principais dados são:

35.026 mortes, eram 34.021 na quinta-feira (4);

Foram 1.005 registros de morte incluídos em 24 horas;

645.771 casos confirmados, eram 614.941 na quinta;

Foram incluídos 30.830 casos em 24 horas;

Nas últimas 24h, 11.977 pacientes foram recuperados;

Balanço por estados

O Ministério da Saúde divulgou também a distribuição dos casos e mortes por complicações do coronavírus Sars-Cov-2 por estado brasileiro. Veja abaixo a distribuição dos casos e mortes por estado apenas nas últimas 24 horas:


Imagem: Ministério da Saúde/reprodução

G1





#sopizzasmini Obrigado meu Deus por tudo!


#agradecimento #o #gratid #gratidao #agradecersempre #gratidaoadeus #gratidaosempre #gratoadeustodososdias #leidagratid #agradecermais #agradecerpormaisumdia #gratotodososdias

sexta-feira, 5 de junho de 2020

No RN, governo proíbe festejos juninos, fogueiras e fogos de artifício

 

O Governo do RN proibiu, em novo decreto publicado ontem (4), a realização de quaisquer atos que configurem festejos juninos no Estado do Rio Grande do Norte, incluindo o acendimento de fogueiras e fogos de artifício.

A intenção é diminuir as ocorrências de queimaduras e de síndromes respiratórias nos serviços de saúde públicos e privados.

O novo decreto endurece ainda mais as regras de isolamento social válidas para todo o Estado do Rio Grande do Norte. O objetivo é frear a disseminação do novo coronavírus no âmbito estadual.






Gusttavo Lima terá que pagar indenização milionária



A empresa que pertence à Gusttavo Lima terá que pagar indenização milionária à família de vítima de acidente de trânsito envolvendo um funcionário do cantor.
De acordo com a publicação feita pela revista Época na quarta-feira (3/6), o cantor sertanejo deverá pagar uma indenização milionária aos familiares da vítima de um acidente de trânsito fatal causado por um funcionário da firma, em Goiânia, no ano passado.
Leia a matéria completa no Movimento Country.






Estudo publicado na ‘Lancet’ que apontava riscos da hidroxicloroquina é retirado do ar por autores



Três autores de um artigo que constatou que a hidroxicloroquina aumentou o risco de morte em pacientes com Covid-19 retiraram ontem quinta-feira (4) o estudo diante de preocupações com a veracidade dos dados da pesquisa.
O estudo foi publicado em maio na revista inglesa “The Lancet”, uma das principais da área médica e científica no mundo. Ele serviu de base para a OMS (Organização Mundial da Saúde) suspender os estudos sobre o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina no tratamento da covid-19.
Segundo a “The Lancet”, os autores foram incapazes de realizar uma auditoria independente nos dados fornecidos pela empresa Surgisphere, contratada para coletar os dados de hospitais sobre os pacientes. O estudo afirmava ter avaliado 96 mil pacientes, mas alguns hospitais não confirmaram os dados utilizados, segundo a imprensa inglesa.
Apesar de boa parte da comunidade médica e científica apontar não haver evidências de que a cloroquina ou a hidroxicloroquina possam trazer efeitos positivos e defender que outros estudos já mostraram isso, vários profissionais questionaram a metodologia da nova pesquisa e enviaram uma carta à “The Lancet” com críticas ao estudo.
Após os questionamentos, os autores concluíram que “não podem mais garantir a veracidade das fontes primárias de dados”.





Publicidade:↴




Petrobras reajusta em 5% preço do gás de cozinha



A Petrobras informou que vai reajustar em 5% o preço médio do gás liquefeito de petróleo (GLP) vendido pela companhia às distribuidoras a partir desta quinta-feira (4). Com isso, o preço médio da Petrobras será equivalente a R$ 24,08 por botijão de 13 quilos (kg). No acumulado do ano, a redução é de 13,4%, ou R$ 3,72 por botijão de gás de cozinha de 13 kg.

A Petrobras esclarece que igualou desde novembro de 2019, os preços do gás liquefeito de petróleo para os segmentos residencial e industrial/comercial e que o GLP é vendido pela Petrobras a granel. As distribuidoras são as responsáveis pelo envase em diferentes tipos de botijão e, junto com as revendas, são responsáveis pelos preços ao consumidor final.




Brasil inicia neste mês testes com vacina contra covid-19



O Brasil iniciará neste mês testes com a potencial vacina que está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, contra a covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus, informaram a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), que participará do estudo, e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A autorização para que os testes sejam realizados no país foi publicada pela Anvisa em edição extra do Diário Oficial da União na noite de terça-feira (2). Segundo a Unifesp, duas mil pessoas participarão dos testes, que serão feitos também com apoio do Ministério da Saúde.

Para a etapa dos testes em São Paulo, serão selecionados 1 mil voluntários que estejam na linha de frente do combate à covid-19, pois estão mais expostos à doença. Os voluntários não podem ter entrado em contato com a covid-19.

Segundo a Anvisa, o pedido para realização dos testes foi feito junto à agência reguladora pela empresa AstraZeneca do Brasil, controlada pelo conglomerado farmacêutico AstraZeneca, e busca “determinar a segurança, eficácia e imunogenicidade da vacina“.




A imagem pode conter: texto

Ocupação de leitos críticos da rede privada de saúde é de 71%, diz Sesap



A pandemia do coronavírus que superlota leitos no sistema público de saúde também tem afetado a capacidade das unidades da rede particular. Dados da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) mostram que 71% dos leitos privados de unidade de terapia intensiva para a Covid-19 estão ocupados. Em Natal, alguns estabelecimentos já estão operando com a capacidade máxima.

Além dos leitos de terapia intensiva (UTI), os serviços de atendimento semi-intensivo estão com 75% dos leitos estão ocupados.

Também houve aumento expressivo pelos serviços clínicos e ambulatoriais dos hospitais privados também estão sobrecarregados. Imagens de recepções de unidades hospitalares lotadas foram divulgadas em redes sociais nos últimos dias.

A situação é mais crítica em alguns hospitais privados de Natal. No Rio Grande, localizado na zona Leste, os 20 leitos para Covid-19 estão lotados. Na última quarta-feira (2), o Hospital da Unimed, na Zona Sul, estava com 80% de ocupação de nossos leitos de terapia intensiva. No entanto, a unidade conseguiu novos leitos de retaguarda na quinta-feira (3), o que reduziu temporariamente a pressão.

Segundo os dados da Secretaria de Saúde, a partir do levantamento do panorama assistencial, a rede privada hospitalar tem 216 pessoas internadas com a Covid-19. Deste total, são 106 em leitos clínicos, 27 em unidades semi-intensivas e 83 em UTIs.

A rede privada concentra 39% de todas as internações para os casos de infecções do novo coronavírus.

Ao todo, somando as redes assistenciais pública e privada, o Estado tem 543 pessoas internadas por conta da doença. Em unidades de terapia intensiva públicas, a internação já é de 84% (129 vagas ocupadas).






Governadora sanciona lei que incentiva a adoção legal de crianças



A governadora Fátima Bezerra sancionou a Lei Estadual Nº 10.725, publicada no Diário Oficial do dia 03 de junho de 2020, que trata da divulgação do fato de que entregar crianças para adoção não é crime.

A lei estipula a obrigatoriedade de inserção de placas informativas com a frase: “Entregar crianças para adoção não é crime. Procure a Vara da Infância e Juventude da sua Comarca. Além de legal, o procedimento é sigiloso”. O objetivo é incentivar a adoção legal de crianças no Rio Grande do Norte, bem como proteger e defender as crianças que sofrem abandono ao mesmo tempo em que contribui para desestigmatizar o tema.

De autoria da deputada Cristiane Dantas, a medida deve ser cumprida em locais de fácil visualização, onde haja circulação de pessoas, nas unidades públicas e privadas de saúde, órgãos da administração direta e indireta, bem como órgãos do judiciário, Defensoria Pública e Ministério Público.

As placas informativas previstas devem conter, ainda, o endereço e telefone atualizados da Vara de Infância e Juventude da Comarca ou Foro Regional. As diretrizes, formato e dimensões das placas informativas a serem instaladas nos estabelecimentos públicos e privados e órgãos da administração direta e indireta serão estabelecidas por decreto, tendo como parâmetro os critérios dispostos nesta Lei.




A imagem pode conter: texto

AUXÍLIO EMERGENCIAL: “Se dependesse dos parlamentares, teria pelo menos mais duas ou três parcelas do mesmo valor, mas tem um impacto”, diz Maia

Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou na manhã desta quinta-feira (4) que parlamentares têm manifestado apoio à prorrogação do auxílio emergencial no patamar atual (R$ 600) por mais dois ou três meses e cobrou do governo uma posição oficial sobre um valor que seja consenso entre a equipe econômica e o Congresso.

“Se dependesse dos parlamentares, do que eu estou ouvindo, você teria pelo menos mais duas ou três parcelas do mesmo valor, de R$ 600. Mas tem um impacto, ninguém está negando o impacto e também está negando, nem o governo, a necessidade de prorrogação do benefício. Se é um impacto grande, vamos tentar construir soluções.”

O Planalto sugere que o benefício seja prorrogado, mas em duas parcelas de R$ 300. Entretanto, esta proposta ainda não foi levada ao Congresso, segundo Maia.

“A gente sabe das dificuldades, entende a preocupação do governo e gostaria de ter uma posição oficial do governo. Que o governo encaminhe a matéria ao parlamento para que a gente possa fazer o debate, fazer um debate transparente.”

Para o presidente da Câmara, os próximos meses ainda serão de “queda grande” da atividade econômica, “impactando no emprego a na renda dos informais e dos mais vulneráveis no Brasil”.

Questionado se o Congresso poderia, por iniciativa própria, decidir um valor diferente do que o governo defende — a exemplo do que foi feito para se chegar aos atuais R$ 600 —, Maia disse que sim.

“O Congresso pode tomar iniciativa, mas é bom que o governo tenha uma posição clara para para a gente saber em que condições de impacto fiscal estamos trabalhando. A PEC da Guerra abre as condições para que o governo possa realizar esse gasto, mas todos nós sabemos que o nível de endividamento do governo federal é o nosso limite.”


R7


Equipe do CMEI Arnaldo Arsênio em: O PATINHO COLORIDO




Triste notícia saber de sua partida meu grande amigo, Marco pacote




Meus sinceros sentimentos a todos os familiares e amigos. Que Deus te receba na morada eterna

quinta-feira, 4 de junho de 2020

Bolsonaro pede a apoiadores para evitar confronto e diz que manifestantes contrários ao governo “não estão defendendo a democracia, estão fazendo terrorismo”

Foto: reprodução/YouTube

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu a apoiadores para não irem a ato convocado por manifestantes pró-democracia no próximo domingo e, assim, evitar confronto, durante live transmitida na noite de hoje nas redes sociais. Na transmissão, Bolsonaro chama manifestantes e críticos ao seu governo de “terroristas”, “viciados”e “bando de marginais”.

“Então, está prevista uma manifestação com esses ‘marginais de preto’ neste domingo. Eu nunca convoquei atos, mas, agora, neste domingo, eu peço ao nosso pessoal, o pessoal de verde e amarelo e que tem Deus no coração, para não participar. Não compareçam a esse movimento. Fiquem em casa. Essas pessoas não têm nada a nos oferecer. Muitos são viciados. Eles querem confronto, querem fazer baderna, são bando de marginais”, disse Bolsonaro.

O presidente afirmou ainda que os manifestantes adotam táticas conhecidas como “black blocks” e são, na verdade, terroristas. “Não conseguimos tipificar como ‘terroristas’ porque —e isso veio da época do governo Dilma — colocaram uma vírgula dizendo ‘exceto grupos sociais’. Lamentamos”, prosseguiu. “Os caras dizem que estão ali defendendo a democracia, mas não estão defendendo a democracia, estão fazendo terrorismo”, completou. De acordo com o presidente, o movimento que se intitula como “antifascista” – ou na sigla “antifas” – adotou um nome fantasia para “black blocks”.

*Com informações do UOL e Estadão



Coronavírus: Brasil registra 1.473 óbitos e 30.925 casos nas últimas 24h, total de mortes chega a 34.021 e infectados são 614.941

Foto: Andrea Rego Barros

O Ministério da Saúde divulgou nesta quinta-feira (4) seu mais recente balanço com as atualizações de casos e mortes por complicações do coronavírus Sars-Cov-2 no Brasil.

34.021 mortes, eram 32.548 na quarta (3);

Foram 1.473 registros de morte incluídos em 24 horas;

614.941 casos confirmados, eram 584.016 na quarta;

Foram incluídos 30.925 casos em 24 horas;

325.957 pacientes estão em acompanhamento (53 %);

259.963 pacientes estão recuperados (41,5 %);

O número de mortes por Covid-19 no Brasil superou o da Itália nesta e o país agora ocupa a terceira posição entre os que mais tiveram mortos durante a pandemia. O Brasil está atrás apenas do Reino Unido e dos Estados Unidos.

O balanço da quinta-feira registrou também 366 mortes que aconteceram nos últimos 3 dias. Além disso, segundo o Ministério da Saúde, há mais 4.159 suspeitas que estão sob investigação.


Imagem: reprodução/Ministério da Saúde

G1


Brasil se aproxima da marca de 260 mil pacientes curados do coronavírus



Foto: reprodução

O número de brasileiros recuperados do coronavírus é de 259.963, conforme anunciado pelo Ministério da Saúde em boletim na noite desta quinta-feira (4), o que representa 41,5% dos infectados. Foram 21.346 novos registros de pacientes curados em relação ao número de ontem. Outros 325.957 casos estão em acompanhamento.

Segundo o Ministério da Saúde, integram o grupo de recuperados todos os diagnosticados que enfrentaram os 14 dias de quarentena preventiva e, também, aqueles que receberam alta dos leitos hospitalares.



🚨🚨 HOJE TEM PROMOÇÃO NA SÓ PIZZAS MINI saindo direto do forno pra vocês! Não fique de fora. Use nosso Delivery e pede um DELICIOSO Combo da promoção



Confira nosso sabores:

#Mini Pizza Mista, Calabresa e presunto R$ 6,00
#Mini Pizza de Frango R$ 6,00
#Mini Pizza de Frango com catupiry ou cheddar R$ 6,00
#Mini Pizza de Carne de sol R$ 6,00
#Mini Pizza de Carne de sol com cheddar ou catupiry R$ 6,00
#Mini Pizza de Calabresa R$ 6,00
# Portuguesa R$ 6,00

Sabor doce

#Mini Pizza de Chocolate c/ leite condensado R$ 6,00
#Mini Pizza de Chocolate C/ Morango ou Uva R$ 6,00
#Mini Pizza de Chocolate C/ Confete colorido R$ 6,00

Temos:

#Batatinha frita R$ 10,00
#Batatinha frita C/Catupiry, chedda ou bacon R$12,00

Milkshake 300ML R$6,00
Chocolate / Morango
Refrigerantes

Lata R$ 300

Já pensou numa pizza individual com sabor diferente, Massa fininha SUPER recheada crocante de sabor irresistente.

A ideia mais gostosa da cidade!
#pizza # #gastronomia #comida #sabor #pizzaria #delivery #diskpizza #rodizio #pizzadeliver #Combodapromoção #pizzaexpress #entregadelivery #diskentrega #pizza #pizzaria #pizzaiolo


quarta-feira, 3 de junho de 2020

Santa Cruz (RN): Promotorias de Justiça publicam recomendações para Prefeituras, Polícias e a população para cumprimento de decretos



As 1ª e 2ª Promotorias de Justiça da Comarca de Santa Cruz publicaram recomendação em conjunta para gestores públicos, polícias e a população dos municípios de Santa Cruz, Lajes Pintadas, Campo Redondo, São Bento do Trairi, Japi, Coronel Ezequiel e Jaçanã.

O objetivo da recomendação é nortear ações que, em conjunto entre os entes, possam minimizar a grave incidência por Coronavírus na região Trairi.

A série de recomendações é assinada pelos promotores das duas Promotorias de Justiça e observa decretos e leis já estabelecidos pelo Governo do Estado para controle de fluxo de pessoas em busca de minimizar aglomerações nestas cidades.

Entre as recomendações para as Prefeituras está: