VEJA AS ULTIMAS COBERTURAS

MARMORARIA GRANFORTH

VINTZ SANTA CRUZ/RN

CASA DOS CICLISTAS

CURTA NO FACEBOOK!




SANTA CRUZ CLÍNICA VETERINARIA

SANTA CRUZ CLÍNICA VETERINARIA

terça-feira, 12 de novembro de 2019

Comércio potiguar se prepara para a Black Friday


Uma das datas mais esperadas pelos consumidores – que anseiam pelos descontos que chegam a 70% – e também pelos empresários – que vislumbram elevação nas vendas – está chegando. A Black Friday 2019 deverá aumentar as vendas no comércio varejista em torno de 10%, ante mesmo período do ano passado, conforme dirigentes dos maiores shoppings de Natal questionados pela TRIBUNA DO NORTE.
A Pesquisa “Intenções de Compras para a Black Friday 2019” formulada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte (Fecomércio RN), obtida com exclusividade pela TN, aponta que 59,8% dos natalenses têm a intenção de aproveitar a data para adquirir bens e serviços. Outros 40,2% dos entrevistados não demonstraram interesse pela data, segundo o levantamento da Fecomércio/RN. Conforme detalhado na pesquisa, que ouviu 650 pessoas em todas as regiões administrativas da cidade entre os dias 25 e 29 de outubro, “entre os que descartam participar da Black Friday, o que mais pesa é a falta de dinheiro, citada por 33,3%. Em seguida aparece aqueles que não gostam da data, relatado por 14,2% desses entrevistados, além dos que pretendem poupar (12,3%); estão desempregados (10,3%), não veem necessidade (8,4%); percepção de que os descontos não são reais (5,7%); e os que estão endividados (5,7%). Com as festas de fim de ano chegando, 52,7% das pessoas afirmaram que devem aproveitar as promoções da Black Friday para comprar os presentes de Natal”.
A pesquisa mostra que o leque de itens é variado, e leva bens de maior e menor valores. Entre aqueles que manifestam a intenção de comprar, os produtos mais mencionados são: eletrodomésticos, citados por 28%; eletrônicos (25,2%); roupas (18%); celulares/smartphones/tablet (16,7%); móveis e decoração (13,4%); calçados (10,3%); perfumes e cosméticos (4,1%); produtos de informática (2,3%); entre outros. A lista também inclui acessórios, artigos de casa, livros, alimentação, viagem, brinquedos e jogos. Além disso, 65,6% dos consumidores pretendem comprar até duas categorias de produtos, enquanto 30,8% pretendem comprar três ou mais produtos. A quantidade média de itens que cada um desses consumidores pretende comprar é de 2,2.

Nenhum comentário: