CASA DOS CICLISTAS

VINTZ SANTA CRUZ/RN

agro

MARMORARIA GRANFORTH

SANTA CRUZ CLÍNICA VETERINARIA

SANTA CRUZ CLÍNICA VETERINARIA

Museu Rural Auta Pinheiro Bezerra

CURTA NO FACEBOOK!




quarta-feira, 11 de agosto de 2021

Robin se assume bissexual em novo quadrinho de Batman

Imagem: DC Comics/reprodução

Depois de 81 anos da sua primeira aparição nos quadrinhos de Batman, Robin, o menino-prodígio, se assumiu como bissexual no sexto e mais recente volume de Batman: Urban Legends. Nos quadrinhos, Tim Drake, o terceiro a assumir o manto de Robin, tem um “momento de iluminação” enquanto luta para salvar um colega e percebe que, na verdade, está interessado nele. O herói também já namorou a personagem Stephanie Brown.

Depois que ele finalmente resgata Bernard, Robin se questiona: “Você já teve um momento de iluminação?” Como se algo lá fora estivesse te empurrando, te provocando. Como se você soubesse que deveria estar na mesma página que o seu cérebro, mas nem tudo faz sentido. As pessoas ficam me perguntando o que eu quero. Mas eu não conseguia entender. O que quer que fosse, sempre parecia fora de alcance. Até agora”, diz ele ao colega.

Pouco depois, Tim vai até o apartamento de Bernard e diz que não sabe exatamente o que aquela noite significou, mas está disposto a descobrir. “Eu esperava que você dissesse isso. Tim Drake você quer sair comigo?”, convida Bernard, que recebe um “Sim, eu acho que eu quero” como resposta do herói. A continuação da história acontecerá na edição número 10, com previsão de lançamento para dezembro deste ano. Além de aparecer nas próximas edições do quadrinho, onde sua sexualidade deve ser melhor explorada, Robin também estará na terceira temporada de Titans, interpretado por Jay Lycurgo, de I May Destroy You.

“Eu queria prestar uma homenagem ao fato de que a sexualidade é uma jornada”, disse a autora Meghan Fitzman ao site especializado Polygon. “Para deixar claro, seus sentimentos por Stephanie foram e são 100% reais, assim como seus sentimentos por Bernard. No entanto, Tim ainda está se descobrindo. Não acho que ele tenha uma linguagem para tudo”, complementou.

Os questionamentos sobre a sexualidade de Robin não são recentes, eles remontam à criação do personagem, em 1940, com o ajudante de Batman sendo frequentemente alvo de insinuações e piadas. De acordo com uma reportagem do site Slate, Dr. Fredric Wertham, um psiquiatra convencido de que os quadrinhos eram os culpados pelos problemas da juventude chegou a testemunhar perante um Subcomitê de Delinquência Juvenil do Senado Americano, em 1954, classificando os quadrinhos de Batman como “um sonho de dois homossexuais vivendo juntos”. A DC Comics mantinha a retórica de que o personagem era hétero, mas os autores eram abertos à ideia, assim como parte dos fãs, que comemoraram a representatividade.

Veja
Publicidade:



Nenhum comentário: