MARMORARIA GRANFORTH

Vintz

CURTA NO FACEBOOK!




quarta-feira, 6 de junho de 2018

Cosern reforça dicas de segurança com rede elétrica no mês de festas juninas

O período dos festejos juninos está se aproximando e a Cosern, empresa do Grupo Neoenergia, intensifica o trabalho educativo que faz ao longo de todo ano para reforçar as dicas de segurança com a rede elétrica e prevenir acidentes. Em quase todas as cidades do Rio Grande do Norte são realizados eventos de médio e grande porte e o alerta vale para todos os atores envolvidos na realização e na participação das festas.

Durante os festejos juninos, os principais riscos são aqueles que envolvem a instalação da decoração típica, o manuseio de fogos próximos à rede elétrica, a iluminação de ruas e quadras esportivas que se transformam em palco para as quadrilhas e das barracas que comercializam comidas típicas e fogos de artifício. Confira as dicas da Cosern:

- Sempre mantenha distância da rede elétrica e não solte fogos de artifício na direção de postes e condutores de energia em hipótese alguma. Os artefatos só devem ser manuseados por adultos e utilizados em locais distantes da fiação, afastados também de bandeirinhas de papel e de outros materiais inflamáveis.

- Não acenda fogueiras próximas de postes ou debaixo de fios elétricos, uma vez que o calor das chamas pode superaquecer a rede, provocando o rompimento da fiação.

- Ao enfeitar ruas e praças como bandeirinhas, bandeirolas, faixas e outros adereços, utilize materiais que não sejam condutores de corrente elétrica e nunca amarre os adereços em postes e fios. A Cosern adverte que não é permitida a fixação de adornos, painéis, bonecos de pano e artifícios de decoração próxima à rede elétrica.

- Não solte balões. Além de ser crime, trata-se de uma brincadeira de alto risco, especialmente se o balão entrar em contato com um fio energizado ou cair dentro de uma subestação. Nesse último caso, pode haver risco de explosões.

- Não faça ligações clandestinas de energia para iluminar arraias ou barraquinhas que comercializam comidas típicas e fogos de artifício. Além de sobrecarregar o sistema, elas representam risco de curto-circuito, acidentes graves e é crime previsto no Código Penal Brasileiro. 
 
Blog do Magno César
Postar um comentário