agro

MARMORARIA GRANFORTH

VINTZ SANTA CRUZ/RN

CASA DOS CICLISTAS

CURTA NO FACEBOOK!




SANTA CRUZ CLÍNICA VETERINARIA

SANTA CRUZ CLÍNICA VETERINARIA

domingo, 29 de março de 2020

Espanha registra 838 mortos por coronavírus em 24 horas, novo recorde diário

© Josep Lago Produção de máscaras para profissionais da saúde em Barcelona
 A Espanha registrou 838 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas, um novo recorde diários no país, que agora totaliza 6.528 vítimas fatais provocadas pela pandemia, informa o balanço divulgado neste domingo pelo ministério da Saúde.

Segundo país com mais óbitos provocados pela COVID-19, depois da Itália, a Espanha registrou 832 mortes no dia anterior.

Embora um novo recorde de falecimentos diário tenha sido registrado neste domingo, em termos percentuais a progressão (14,7%) mantém a tendência de queda desde quarta-feira, quando o país registrou um aumento de 27%.

O número global de infectados diagnosticados chegou a 78.797, um aumento de 9%, o que também implica uma queda considerável em termos percentuais desde quarta-feira (quando o avanço foi de 20% dos casos), segundo o balanço do ministério.

O número de pessoas que receberam alta mantém a tendência de alta e chegou a 14.709 (+20% nas últimas 24 horas).

A região de Madri continua sendo a mais afetada, com um terço dos casos e quase metade das mortes.

A situação na capital é tão angustiante que a região habilitou dois necrotérios, o primeiro, já operacional, em uma pista de patinação de gelo de um centro comercial e o segundo em uma instalação pública abandonada, que deve começar a operar na segunda-feira.

Um grande centro de convenções da capital foi transformado em um hospital de campanha com capacidade para até 5.500 leitos.

O governo do primeiro-ministro Pedro Sánchez anunciou no sábado que o país fechará por duas semanas, a partir de segunda-feira, as atividades não essenciais para fortalecer a luta contra o coronavírus, um dispositivo que será aprovado em um conselho de ministros extraordinário neste domingo.

A medida endurece o confinamento da população anunciado em 14 de março e que deve permanecer em vigor até 11 de abril.






Nenhum comentário: